Arquivo da tag: VINHOS DO URUGUAY

CUNA DE PIEDRA CHARDONNAY – 1º CRIANZA DO URUGUAY

COLONIA DE SACRAMENTO Colônia de Sacramento – Uruguay

Algumas sensações são guardadas para o resto da vida e com este vinho não foi diferente. Primeiro que nossa expectativa não era lá tão grande, dado que já havíamos conhecido boa parte das mais conhecidas bodegas uruguaias em Canelones, mas como um bom enófilo que busca informações e cada vez mais vai em busca de algo novo, resolvemos seguir para conhecer a Bodega Los Cerros de San Juan em Colônia, da qual já falamos aqui no blog.

Não tenho dúvidas de que as referências dos vinhos uruguaios são para os belíssimos Tannat. Muitas vezes nos esquecemos que o Uruguai apesar de pequeno territorialmente é uma fonte grande quando falamos em vinhos.

Em nossa visita conhecemos a bodega e logo fomos apresentados a vários vinhos feitos na região e Colônia. Logo de entrada me chega este vinho se mostrando deliciosamente na taça, achei que era somente eu que havia percebido toda a sua exuberância e partimos para mais alguns goles, desta vez um rosê de Pinot Noir e depois um saborosíssimo Colheita Tardia de Gewürztraminer, não me contive com os aromas do Chardonnay e busquei saber um pouco mais sobre este vinho.

cuna de piedra reserva roble 2013

CUNA DE PIEDRA RESERVA ROBLE – CHARDONNAY 2013 – URUGUAY

O Cuna de Piedra permanece sobre as suas borras de 8 a 9 meses em barricas de carvalho francês e americano, mas você poderia pensar que este vinho ficaria muito marcado pelo tempo de barrica, mas por incrível que se possa parecer, temos um vinho cheio de aromas, refinado, com muito equilíbrio, mostra baunilha, frutas cítricas, frescor e com muita persistência. Sentimos aqui a mão do enólogo.

As uvas que dão origem a este vinho crescem em solos pedregoso, adormecem em cavas subterrâneas que oferecem todas as condições de temperaturas e umidade para a estadia prolongada em madeira e garrafa.

Estamos falando do primeiro vinho branco “crianza” do Uruguai.

Nossa curiosidade foi intensa neste vinho que fomos até a sala de barricas para sentir um pouco do lugar que estavam abrigando uma série de preciosidade para a safra seguinte. Tivemos a sorte de abrir uma barrica para sentir o aroma produzido de um vinho que ainda não estava pronto, mas que já demonstrava o que viria pela frente.

Uma pena que este vinho não tem sua importação para o Brasil, isso fará com que terei que ir ao Uruguai com maior frequência.

CUNA - ROSÊ E COSECHA TARDIA

LAHUSEN ROSÊ PINOT NOIR 2014 – CUNA DE PIEDRA CHARDONNAY 2013 – CUNA DE PIEDRA COSECHA TARDIA GEWÜRZTRAMINER 2013

VINHO DEGUSTADO:

  • Cuna de Piedra Reseva Roble – Chardonnay 2013
  • Local: Los Cerros de San Juan – Colônia

Frase: “NA ÁGUA, PODE-SE VER SEU PRÓPRIO ROSTO. NO VINHO, PODE-SE CONTEMPLAR O CORAÇÃO DO OUTRO”. – PROVÉRBIO FRANCÊS.

Saúde

By Edson Mauricio

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em emvinhos.wordpress

BODEGA BOUZA – URUGUAY

PRÉDIO CENTENÁRIO BODEGA BOUZA - URUGUAY

PRÉDIO CENTENÁRIO BODEGA BOUZA – URUGUAY

Visitar o Uruguai foi encantador, suas planícies, rios, oceano e vinhas. O melhor ainda foi termos escolhido a Bodega Bouza em nosso primeiro dia de visitação, que a própria se intitula de “Boutique”, e você vai entender porque.

A chegada em um domingo no meio da tarde em Montevidéu é um pouco diferente, pois as ruas estão vazias, comércio fechado e poucas opções para o turista, mas já sabíamos disso e aproveitamos para andar pelo centro da cidade, visitar alguns pontos turísticos, almoçarmos no Mercado Municipal e claro, fechar a nossa reserva para o dia seguinte, uma segunda feira para conhecermos com a Bodega “Boutique” Bouza.

Com aproximadamente 20 minutos do hotel onde estávamos hospedados chegamos a Bodega e logo saímos para conhecermos um pouco da estrutura e aí começamos a entender o cuidado com que os uruguaios estão tratando o enoturismo. Fomos atendidos pelo “Sommelier” da casa, que já embalava um bom português.

MARCAÇÃO DE VINHEDO PREMIUM - PARCELA A6 TANNAT

MARCAÇÃO DE VINHEDO PREMIUM – PARCELA A6 TANNAT

Os vinhos referenciados não poderiam ser outro que não os feitos com a uva Tannat, de origem francesa, mas que se adaptou muito bem no sul da América Latina em específico em terras uruguaias.

Tudo é tratado com muito carinho, desde as videiras como a estrutura física do local, preservação, tudo muito bem cuidado e uma coleção de carros antigos em exposição para os que visitam o lugar está disponível.

Fizemos a nossa reserva com almoço incluso e “acertamos na veia”, pois o local é belíssimo, muito refinado e tratamento VIP. O que me chamou mais a atenção e que aprovei, foi a forma como conduziram a degustação, pois normalmente estamos acostumados a uma explanação geral para o grupo que fez a reserva para aquele dia, porém na Bouza a condução foi realizada mesa por mesa, a cada prato servido um vinho para degustar e uma explanação sobre cada um.

Os pratos chegaram divinamente perfeitos, no ponto certo e os vinhos também harmonizaram muito bem. Nossos pedidos ficaram por conta da picanha uruguaia, que estava muito boa, mas ainda prefiro o corte mais alto a que estamos acostumados aqui no Brasil, mas a picanha de cordeiro com um creme de abóbora e amêndoas foi fantástica! Sem palavras para descrever o gosto deste prato, fica a dica, se tiverem oportunidade, prove!

A Bodega também dispõe para os visitantes uma área de delicatessen, onde você pode adquirir os vinhos e também produtos, como roupas, chapéus dentre outros.

Como você está muito próximo da cidade de Montevidéu, o interessante é você aproveitar ao máximo do lugar, vá de carro e sem hora marcada para voltar, vale cada minuto o passeio.

PICANHA DE CORDEIRO - URUGUAY

PICANHA DE CORDEIRO – URUGUAY

VINHOS QUE FIZERAM PARTE DE NOSSA DEGUSTAÇÃO

  • BOUZA CHARDONNAY 2014 – Vinho de uma cor amarelo vibrante, bom ataque no aroma, mostrou frescor e intensidade. Muito bom para um acompanhamento de salada verde ou mesmo para apreciá-lo sozinho.
  • BOUZA MERLOT 2013 – Vinho de cor vermelho rubi, límpido, com aromas de frutos vermelhos, na boca mostrou-se sedoso, ótimo vinho para o dia a dia.
  • BOUZA MONTE VIDE EU 2012 – Corte de Merlot, Tannat e Tempranillo – Vinho de cor vermelho rubi intenso, brilhante, límpido, logo mostrou seu potencial aromático com aromas de frutos negros, um pouco de tabaco, café, ou seja, muita complexidade. Vinho elegante e com boa estrutura, mostrou todo seu equilíbrio. Ótimo vinho!
  • BOUZA TANNAT B1 PARCELA ÚNICA 2013 – Vinho de cor vermelho escuro, frutos vermelhos e negros, mostrou algo de frutos em compota, muito intenso na boca, chega a dar aquele calor, muita complexidade e muito equilibrado. Vinho que tem 15,5% de graduação alcóolica, portanto aqui o acompanhamento é muito importante.Para saber mais sobre a vinícola basta acessar ao site www.bodegabouza.com e descobrir como a Bouza faz para manter toda a sua tradição viva. A combinação da modernidade/tecnologia com o delicado tratamento dado a vinha.
VINHOS DEGUSTADOS EM VISITA A BODEGA BOUZA - URUGUAY

VINHOS DEGUSTADOS EM VISITA A BODEGA BOUZA – URUGUAY

Já virou uma tradição no a Festa do Tannat e do Cordeiro e geralmente no mês de junho as Bodegas estão preparadas para atender a demanda.

Obs.: “Acertamos na veia” = termo popular para dizer que acertamos, algo positivo, que deu certo.

HARMONIZAÇÃO NA BODEGA BOUZA - URUGUAY

HARMONIZAÇÃO NA BODEGA BOUZA – URUGUAY

Frase: “SE ME PERGUNTAM QUAL MEU VINHO PREFERIDO, DIGO QUE NÃO TENHO. A BELEZA DO VINHO É A DIVERSIDADE”. – RENZO COTARELLA, ENÓLOGO CHEFE DA MARCHESI ANTINORI.

Saude!

By Edson Mauricio

Deixe um comentário

Arquivado em emvinhos.wordpress