Arquivo da tag: valle de uco

BODEGA SALENTEIN – VALLE DE UCO

SALENTEIN

Ter a oportunidade de conhecer a região de Mendoza na Argentina é um prazer enorme, mas quando você vai além e explora as várias zonas produtoras de vinhos e se depara com a região do Valle de Uco, que numa primeira tomada parece ser tudo igual, mas se prestar bem a atenção verá como esta zona é especial.

Mais especial ainda é no meio deste oásis você encontrar não só mais uma bela Vinícola como tantas outras nesta região, mas encontrar um produtor de vinhos que tem o respeito pelo que faz e busca fundir o vinho, arte, gastronomia e uma boa vida.

A chegada ao Valle de Uco é sensacional, a Cordilheira dos Andes aparece e mostra toda a sua grandeza, os vinhedos estão expostos a uma altitude de aproximadamente 1.050 a 1.700 metros de altura, tendo como referência máxima os vinhedos da Finca São Paulo.

Os vinhedos da Salentein se beneficiam basicamente de duas vantagens, a água proveniente do degelo e sua amplitude térmica, que chega aproximadamente a 20º C. A estrutura montada para realizar todo o processo do vinho é espetacular, pois a vinícola foi criada para facilitar todo o processo de produção. Ela está centralizada no meio do vinhedo e em formato de cruz, afim de facilitar todo o manejo das uvas que chegam após serem colhidas, e cada ala mantem uma pequena bodega com dois níveis. No primeiro estão os tanques de aço inoxidável e as cubas de carvalho, onde são realizados todo o processo de fermentação. Um nível mais abaixo estão as barricas de carvalho que são utilizadas para o aprimoramento dos vinhos. Tudo isso é feito de forma gravitacional, ou seja, todo o processo de transferência por gravidade.

MENDOZA 216

Há ainda uma câmara central circular, parecido com um anfiteatro, construída lembrando os povos da antiguidade como inspiração.

Vinícola moderna, mas também inspiradora, combina a arte de fazer bons vinhos com arquitetura, arte, uma boa comida e uma capela, gostou? Mas ainda tem mais, pois também são disponibilizados para poucos visitantes a pousada com uma estrutura magnífica, de tirar o fôlego de qualquer enófilo.

Seleção de vinhos com a marca Salentein:

  • Killka (Vinho da linha jovem)
  • Portillo (Vinho da linha jovem)
  • Salentein Espumantes
  • Salentein Primus (Edição Limitada)
  • Salentein Single Vineyard
  • Salentein Reserva
  • Salentein Numina

MENDOZA 213

Dica: Me encantei com um vinho de entrada, da “linha Jovem“ Portillo Sauvignon Blanc, se tiverem oportunidade prove-o com um queijo de cabra.

FRASE: “ O consumidor é mais inteligente e mais culto do que pensamos. Ele pode começar com vinhos simples, mas não para por aí, quer saber cada vez mais e encontrar coisas que contam uma história”. Alberto Antonini – Enólogo e produtor.

Se for a Mendoza não deixe de conhecer a Bodega Salentein em Valle de Uco!

 

www.bodegasalentein.com

 

 

By Edson Mauricio

Saúde!

Deixe um comentário

Arquivado em emvinhos.wordpress

CLOS DE LOS SIETE – A TERRA PROMETIDA

IMG_4915

Foi assim que o enólogo Michael Rolland convenceu outros sócios franceses lá pelo final da década de 80 a investirem recursos em um dos lugares mais espetaculares para a produção de vinhos na América do Sul, em Mendonça (Argentina), mais especificamente em Valle de Uco, chamada por ele de “A TERRA PROMETIDA”.

O projeto levou o nome considerando, clos (fechado em francês) e siete (sete em espanhol) sócios, sendo que até o momento estão quatro empreendimentos prontos, sendo a lindíssima Bodega DiamAntes a última, são eles:

  • Catherine Pèrè Vergè – Bodegas Y Viñedos Monteviejo (Argentina)
  • Bertrand y Jean-Guy Cuvelier – Cuvelier de los Andes (Argentina)
  • Alfred-Alexandre y Michèle Bonnie – Bodega DiamAndes (Argentina)
  • Dany y Michael Rolland – Bodega Rolland (Argentina)
  • Benjamin de Rothschild – Chateaux Clarke (França)
  • Laurent Dassut – Chateaux Dassault (França)

IMG_5601

Todas as bodegas tem um projeto arquitetônico que priorizam a beleza natural da região, são contornos que acompanham a Cordilheira dos Andes ao fundo, os extensos vales, com os vinhedos, tudo integrado a natureza desta região.

A tradição por elaboração de vinhos é antiga e vem de projetos de grande sucessos, seus sócios são proprietários de  grandes Chateaux na França. São familias que tem paixão e tradição familiar na elaboração de vinhos.

A Malbec é a expressão máxima na Argentina e tem a maior representatividade, são 450 ha plantados e acompanhados por

Cabernet Sauvignon, Merlot, Syrah, también Petit Verdot, Cabernet Franc, Pinot Noir, Chardonnay, Sauvignon Blanc y Viognier.

O vinhedo foi dividido em sete lotes de similares extenções para os sete acionistas e ao mesmo tempo em pequenas parcelas de 1a 3 has, facilitando assim todo o processo de colheita e guarda dos vinhos em barricas.

IMG_4918

Os vinhedos são irrigados por gotejos e todo o processo de elaboração segue o máximo de perfeição, colheita manual em caixas, seleção dos grãos, transporte por gravitação até as cubas de aço inox e barricas de carvalho francês.

Para quem ainda não teve a oportunidade de visitar a região de Mendoza, o clima é seco, com uma amplitude termica grande entre dia e noite, o que só traz benefícios as uvas, os vinhedos estão entre 1000 e 1200 mts a nível do mar e os vinhedos de Clos de los Siete estão numa localização priveligiada, onde se obtem sol em todas as estações do ano.

Frase: “EM UMA MULHER, BUSCO BELEZA E SENSUALIDADE. EM UM VINHO, ESPERO O MESMO” – ROBERTO CAVALLI, DESIGNER ITALIANO.

Salud!

Deixe um comentário

Arquivado em emvinhos.wordpress