Arquivo da tag: cabernet sauvignon

ROUTHIER & DARRICARRÈRE

Olhando o nome despretensiosamente no rótulo da garrafa você não imagina que se trata de um vinho brasileiro, mas é isso mesmo! Este vinho vem da região da Campanha Gaúcha, vizinha a outra região importante no cenário do mundo do vinho, que é o Uruguay e de onde vieram os irmãos Darricarrère.

Tudo tem início ainda na década de 70 quando os irmãos franceses Pierre e Jean Daniel saem do Uruguay e partem para o Brasil para estudarem. Trazem na bagagem todo o conhecimento familiar no cultivo de uvas e produção de vinhos.

Inicialmente a ideia era de cultivo de frutas cítricas e acabam tendo o apoio do canadense Michel Routhier que se junta ao projeto e também estava de olho na qualidade das bergamotas que eram produzidas no Sul e muito valorizadas no Canadá.

Viram que havia uma grande possibilidade de se iniciar um projeto com uva finas e iniciam o projeto plantando 6 hectares de Cabernet Sauvignon e Chardonnay.

Nasce então a ROUTHIER & DARRICARRÈRE, vinícola posicionada na região da Campanha Gaúcha, na província de São Pedro

Sua produção é pequena atualmente e seu destaque maior vai para a qualidade com que prepararam cada vinho. Tudo pensado de forma a lhe dar maior prazer quando degustar ou mesmo estiver acompanhando um prato elaborado.

Os irmãos Darricarrère tiveram a oportunidade de conhecer boa parte do litoral brasileiro com uma Kombi, que acabou sendo homenageada na linha de seus vinhos ReD.

img_7262

Tive a oportunidade provar dois de seus vinhos:

 

  • Marie Gabi Rosé 2014:

Um rosé cheio de mistérios, pois só conhecemos 80% da composição do vinho feito com a Cabernet Sauvignon e os outros restantes não são declaradas. Mas é um vinho cheio de carácter, de cor cobre, leve, seco e com bom ataque aromático, trazendo algo floral nos aromas.

  • Cabernet Sauvignon Salamanca do Jarau 2012:

Vinho de cor rubi com reflexos alaranjados, mostrando evolução. Aromas de ameixa, levemente sentirá a presença do carvalho, mas tudo muito integrado, sedoso e taninos equilibrados. Vinho que passou por um ano em barricas velhas de carvalho e com 12% de graduação alcoólica. São utilizadas apenas as leveduras presentes na casca da uva para a fermentação do vinho.

O nome do vinho traz uma lenda gaúcha que conta o amor vivido entre Teiniaguá (princesa moura encantada, personagem do conto do escritor pelotense Simões Lopes Neto) que surge das águas e um sacristão. Eles são os pais de todos os gaúchos.

 

FRASE: “BEBER UM BOM VINHO É COMO UM BOM FILME: DURA UM INSTANTE E DEIXA A BOCA UM SABOR DE GLÓRIA; É NOVO EM CADA GOLE E, COMO NOS FILMES, NASCE E RENASCE EM CADA DEGUSTADOR”. (FREDERICO FELLINI)

Saúde

By edson mauricio

Deixe um comentário

Arquivado em emvinhos.wordpress

ALMAVIVA – NASCE UMA ESTRELA

Em 1997, a Baronesa Philippine de Rothschild, presidente do Diretório Assessor de Baron Philippe de Rothschild S.A., fecharam um acordo em sociedade com a visão de criar um vinho na categoria Premium Franco-Chileno excepcional, chamado Almaviva.

Produzido sobre a supervisão técnica em conjunto de ambos sócios, a primeira colheita foi de imediato um sucesso internacional logo de seu lançamento ao mercado em 1998.

A ideia inicial foi buscar o melhor das duas culturas e a elaboração do vinho teve a mescla de três variedades clássicas de Bordeaux (França), a qual predomina a Cabernet Sauvignon e o Chile contribuiu com sua terra, seu clima e seus vinhedos enquanto a França contribuiu com os conhecimentos técnicos de vinificação e suas tradições.

O terroir de Puente Alto, onde a “Viña Almaviva” está localizada, se caracteriza pelo clima muito particular, fortemente influenciado pela proximidade com a Cordilheira dos Andes, que propicia o perfeito amadurecimento das uvas, com seus dias quentes e noites frias. O solo pedregoso e pouco fértil é o berço perfeito para acolher as preciosas videiras, que retribuem a gentileza com uvas de rara expressão.

O resultado disso tudo é um vinho de excepcional elegância e complexidade. Seu lançamento foi um enorme impulso para o crescimento dos vinhos chilenos nos mercados internacionais.

Chileno - AlmaViva

Como no Chile não existe ainda uma classificação específica para este tipo de vinho, com o lançamento de Almaviva, cria-se uma nova categoria de vinhos denominados “Primer Orden”, que equivale ao conceito de “Grand Cru” francês ou igual ao inglês de “First Growth”.

Os vinhos “Primer Orden” são vinificados e engarrafados em uma vinícola dedicada unicamente para este vinho e de vinhedos exclusivos.

O vinhedo está localizado em Puente Alto, na parte mais alta, bem próximo da Cordilheira dos Andes em Valle del Maipo, na zona central do Chile. Puente Alto é reconhecida a mais de 20 anos por ter todas as condições ideais para produzir um dos melhores Cabernet Sauvignon do Chile.

É neste vinhedo que estão selecionados 85 hectare exclusivo para a produção do vinho Almaviva.

As uvas que entram na composição do Almaviva, desde sua primeira safra em 1996, são as clássicas varietais bordalesas, com predomínio da Cabernet Sauvignon de Puente Alto, e com expressivas porcentagens da personalíssima Carmenère, coadjuvadas por Cabernet Franc e em alguns anos Merlot. Em 2010, a novidade de Michel Friou, atual enólogo do Almaviva, foi a adição da Petit Verdot, uma das uvas do chamado corte bordalês.

 Icone chileno - AlmaViva

A Vinícola localizada em Puente Alto é belíssima e foi desenhado pelo arquiteto chileno Martín Hurtado. Construída em 1998 e inaugurada em 2000. É reconhecida pela perfeita integração arquitetônica e sua funcionalidade.

Em sua construção usaram madeiras nativas desde o Sul do Chile, integrando com a típica paisagem do Valle Central. Sua decoração interior está inspirada em povos nativos de Chile, mediante o uso de símbolos e artefatos representativos da cultura Mapuche.

 De viagem ao Chile não deixe de visitar!

FRASE: “PRODUZIR VINHO É RELATIVAMENTE SIMPLES, SÓ OS PRIMEIROS 200 ANOS SÃO DIFÍCEIS” – BARONESA PHILIPPINE DE ROTHSCHILD – SUCESSORA DO PAI NO COMANDO DO CHÂTEAU MOUTON ROTHSCHILD.

 Saúde

Deixe um comentário

Arquivado em emvinhos.wordpress